The Beach Boys e “God Only Knows” (ou a melhor canção já escrita)

Dez de março de 1966. Brian Wilson dá início às gravações de uma das grandes maravilhas da música pop. Composta em parceria com Tony Asher (letrista e coautor de várias faixas do álbum Pet Sounds), “God Only Knows” também apresentou o lado mais espiritual do líder dos Beach Boys, fugindo dos temas surfistas que marcaram os primeiros hits do grupo.

“Tony Asher e eu tentamos escrever algo bem espiritual. Ela [a faixa] tem uma melodia semelhante à canção ‘The Sound Of Music’. Tony veio com o título de ‘God Only Knows’. Eu estava com medo que eles [os executivos da gravadora] banissem a execução nas rádios por causa do título, mas eles não a proibiram”.
– Brian Wilson em entrevista à Goldmine (2011)

A primeira sessão de estúdio (acompanhada pelo engenheiro de som, Chuck Britz, e Brian Wilson na produção) contou com mais ou menos 23 músicos de apoio (todos tocando ao mesmo tempo) e levou 20 takes para ser concluída (extravagância das grandes para a época).

Brian Wilson planejava gravar os vocais de “God Only Knows”. Mas acabou mudando de ideia depois de ouvir as gravações com os arranjos.

“Dei a música para Carl porque eu estava à procura de uma ternura, uma doçura que eu sabia que Carl tinha, assim como sua voz. Ele trouxe dignidade para a música e as palavras, através dele, não se tornaram [meras] letras, e sim palavras”.
– Brian Wilson

Abaixo, o manuscrito original com a letra de “God Only Knows”.

Até então, Carl (o caçula dos irmãos Wilson) raramente liderava o vocal em gravações dos Beach Boys. Na mixagem final, outras duas vozes foram adicionadas à melodia vocal (Bruce Johnston e Brian Wilson, claro).

“Brian usou a técnica de rastreamento na voz de Carl [ou ADT, um sistema que usa gravadores para criar duplicações instantâneas e simultâneas a partir de um determinado som] para dar ao vocal um som mais rico e completo. Brian usou essa técnica muitas vezes durante a gravação de Pet Sounds.
– Bruce Johnston

Abaixo, Annie Hinsche, Carl Wilson e Bruce Johnston.

Image and video hosting by TinyPic

Apesar dos esforços, “God Only Knows” foi lançada apenas como lado b do compacto “Wouldn’t It Be Nice” (dois meses depois do álbum Pet Sounds). Pelo menos nos Estados Unidos, o uso da palavra “God” não era muito aceito em canções pop. Ou seja, as rádios podiam sim boicotar o single. Já no continente europeu, a história foi diferente. A crítica se ajoelhou diante de Pet Sounds.

Hoje, “God Only Knows” é considerada uma das músicas mais bonitas de todos os tempos. Paul McCartney já declarou (mais de uma vez) a influência de Brian Wilson e Pet Sounds sobre o álbum Revolver, dos Beatles. Reza a lenda que “Here, There And Everywhere” (ouça abaixo) teria sido inspirada em “God Only Knows”.

“The greatest song ever written”.
– Paul McCartney, sobre “God Only Knows”

Para finalizar, ficamos com um pouco dos bastidores da gravação de “God Only Knows”, ou a melhor canção já escrita. Enjoy.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s